Quantos sites consigo colocar em um servidor?

Quantos sites consigo colocar em um servidor?

E aí, tudo bem?

O objetivo deste artigo é explicar quantos sites você pode colocar em um cloud.

Vamos lá!

Deixando uma coisa clara: não existe resposta concreta para essa pergunta

Antes de começarmos a falar sobre este assunto, é importante deixar claro que ele é polêmico!

Porque não existe resposta certa ou errada, é preciso analisar caso a caso e tomar decisões conscientes, entendendo a necessidade para cada tipo de aplicação.

Isso quer dizer que, dependendo do tipo de site, nós iremos deliberadamente deixá-lo isolado num servidor, mesmo que o consumo daquela máquina esteja baixo. Talvez por uma questão de segurança que essa aplicação exige, talvez por uma questão do tipo de utilização desse servidor.

São diversas as variáveis que podem influenciar na quantidade se sites que podem ser colocadas em um servidor.

Mas vamos tentar respondê-la…

Agora, se não houver variáveis que influenciem, podemos começar a analisar qual o melhor caminho para saber quantos sites podem ser colocados em um servidor.

Explicarei com uma metáfora como este é um tema difícil de alcançar um consenso.

Imagine que você vai comprar um computador e pergunta ao vendedor: “quantos softwares eu consigo instalar nesse computador?”

Provavelmente a expressão do vendedor será de duvida, pois ele não está acostumado a receber esse tipo de pergunta. Pois, o número de softwares que é possível instalar em um computador varia do tamanho deles, da forma como serão utilizados e também como serão as requisições dele ao sistema operacional.

A mesma lógica se aplica à pergunta de “quantos sites consigo colocar em um servidor?”. Pois, dadas as devidas proporções, também é necessário saber com exatidão o consumo que cada site terão dentro do cloud.

Não é possível saber que hora do dia ou como será o comportamento do usuário na hora de consumir os recursos da aplicação.

São informações que fogem do nosso controle. Para tentar ter mais controle, é preciso realizar um dimensionamento mais conservador, do que se faria em uma máquina própria. Na qual podemos fechar algumas abas do navegador para conseguir que aquela máquina não trave mais, por exemplo.

Busque compreender a particularidade de cada aplicação

Dito isso, imagino que você já deve ter começado a entender quão complexa e polêmica é essa pauta. Mas, vamos tentar simplificar ela aqui para que você consiga trazer um pouco desse aprendizado para o seu dia a dia.

Primeiramente, se estamos falando de uma aplicação que roda muito processamento lógico, como por exemplo, um e-commerce. O mais recomendado é que esse aplicação esteja isolada em um servidor único para ela, pois, apesar de ser apenas uma aplicação, muitas requisições estão sendo feitas simultaneamente.

Agora se estamos falando de uma página estática, isso fica mais simples, pois uma pagina estática é carregada uma única vez no momento em que ela é acessada. Então, nesse caso, o mais relevante é a quantidade de visitas realizada naquele site diariamente e/ou a quantidade de acessos simultâneos.

Isso quer dizer que se um site tem muitas visitas diárias, é importante que ele comece a ficar com menos páginas num mesmo servidor. Se não podemos isolá-lo, deixaremos com o mínimo de aplicações possíveis no servidor.

Outro caso que pode acontecer, é em sites que têm poucos acessos diários, mas que há grande picos de acessos simultâneos. Um exemplo disso é um sistema de ponto eletrônico, onde não será acessado diversas vezes durante o dia, mas que será acessado por muitas pessoas em determinado horário.

Nossas sugestões para encontrar o número ideal de sites em um servidor

Para que consiga saber com precisão o limite de cada servidor, sugerimos que instale gradativamente as aplicações dentro do servidor. Assim, você consegue avaliar como a instalação de cada nova aplicação influencia no desempenho da máquina.

E conseguirá ter uma percepção mais clara da contribuição de cada aplicação para o consumo daquele servidor e consegue ter clareza em que tipo de site que você está utilizando que está consumindo mais da máquina.

Outra sugestão é que você busque sempre acompanhar os indicadores do servidor, pois no começo, o site pode utilizar pouco recurso do servidor, mas com o tempo, com os acessos crescentes do site, a tendência é que as requisições ao servidor também aumentem.

Uma última análise interessante de fazer é sobre quais configurações estão sendo feitas no servidor. Se está sendo utilizada alguma configuração de performance no servidor, provavelmente está fazendo com que o servidor execute mais funções em busca de entregar resultado para esse site.

Neste cenário, recomendamos que não se utilize muitos sites paralelamente no mesmo servidor, com configurações de otimização de performance. Pois isto poderia gerar sobrecarga no servidor.

Duas observações sobre o exemplo do último parágrafo: Há algumas configurações que podem diminuir o consumo de recursos do servidor. A primeira desta configurações é a utilização de CDN.

A segunda é a economia de recursos para o servidor. Em casos de servidor gerenciado, é possível permitir que uma máquina que esteja com 7 aplicações, vá, por exemplo, para 12 aplicações. Aumentando o custo-benefício, nesse caso, pois vários desses recursos de economia mantem a performance do site.

Conclusão

Como percebeu, não conseguimos chegar a um número exato de quantos sites é possível colocar em um servidor. Pois, afinal, são muitas as variáveis de caso para caso e não seria possível estipular um número qualquer.

E isso é importante, pois estamos tratando uma questão que é complexa de uma forma complexa. Sem enrolação.

Mas acreditamos que este artigo te dará insights do que levar em consideração no momento de planejar a organização de seus sites no seu cloud.

Ainda tem dúvidas? Fique à vontade para buscar outros assuntos na Noovm Ajuda ou abrir um ticket para nossa equipe pelo Dashboard.

Até a próxima!

Ainda não encontrou o que procura? 

Rolar para cima

Este website utiliza cookies para melhorar sua experiência como usuário. Leia nossa Política de Cookies.